UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

19/03/2010 - 16h27

Acesso ao crédito é um dos responsáveis pela alta nas vendas de importados

SÃO PAULO - O aumento do número de emplacamentos de automóveis importados é consequência da estabilidade das moedas estrangeiras e do acesso ao crédito no País. Além disso, a série de lançamentos de produtos importados também tem beneficiado o setor, segundo o presidente da Abeiva (Associação Brasileira das Empresas Importadoras de Veículos Automotores), José Luiz Gandini.

O índice de emplacamento registrou aumento de 6,9% em fevereiro, frente ao mês anterior, e mais do que dobrou (170,8%) frente ao mesmo período de 2009.

Segundo Gandini, com esses dados, a Abeiva passou de 2,52%, em janeiro, para 2,57% de participação no mercado total interno em fevereiro. Já no mercado de importados, a participação subiu de 11,8%, em janeiro, para 13,4%.

Barreira

Para o presidente da associação, 2,57% de participação no mercado total interno é muito insignificante para as empresas sem fábricas no País.

De acordo com Gandini, o responsável por limitar a participação no mercado interno é a alta carga tributária sobre os veículos importados. "Os 35% do imposto de importação foram e continuam sendo uma proteção à indústria nacional", concluiu o presidente.

Vale destacar que, se a retaliação aos EUA começar a vigorar, o imposto passará de 35% para 50% para veículos provenientes daquele país.

Comparação

No acumulado do dois primeiros meses do ano houve aumento de 168,7% no total de emplacamentos, na comparação com o mesmo período de 2009.

No último bimestre, mais de 10 mil unidades foram emplacadas, enquanto nos dois primeiros meses do ano passado, esse número não chegava a 4 mil unidades.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host