UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

19/03/2010 - 08h28

Arrecadação federal deve crescer 12% em 2010, diz ministro

SÃO PAULO - A arrecadação federal deve crescer 12% em valores nominais em 2010, mesmo com o corte de R$ 17,7 bilhões na estimativa da receita líquida, segundo informou o ministro do Planejamento, Paulo Bernardo.

De acordo com o ministro, a reestimativa de receitas e despesas prevê o aumento de R$ 1,4 bilhão nos gastos em relação ao aprovado no Orçamento. Porém, o mesmo valor deve ser reduzido nas despesas com pessoal e encargos sociais.

Apesar disso, deve haver uma aumento de R$ 2,1 bilhões nas despesas, devido aos investimentos no FDA (Fundo de desenvolvimento da Amazônia) e do FDNE (Fundo de Desenvolvimento do Nordeste).

“A Receita federal prevê crescimento de 12% na arrecadação em 2010, mas reduzimos a estimativa, porque somos conservadores e queremos assegurar o cumprimento da meta de superávit primário [economia de recursos para pagar os juros da dívida pública]", disse o ministro, conforme publicado pela Agência Brasil.

Arrecadação

De acordo com dados divulgados na última quinta-feira (18) pela Receita Federal, a arrecadação total de impostos e contribuições federais chegou ao montante de R$ 53,541 bilhões em fevereiro deste ano, o que representa aumento real (com base no IPCA) de 13,23% sobre o mesmo período de 2009.

Quanto ao acumulado do ano, a arrecadação foi de R$ 112,050 bilhões, já descontada a inflação medida pelo IPCA.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host