UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

19/03/2010 - 09h44

Famílias com renda de até dez salários mínimos estão mais endividadas em março

SÃO PAULO - O número de paulistanos endividados é maior entre os que ganham até dez salários mínimos. Em março, 51% dessas famílias haviam contraído dívidas, de acordo com a Peic (Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor), divulgada pela Fecomercio-SP (Federação do Comércio do Estado de São Paulo.

Os dados, divulgados na última quinta-feira (18), mostram que, na comparação com fevereiro, o índice de endividamento dos paulistanos dessa faixa de renda aumentou 5 pontos percentuais, já que naquele mês 46% estavam endividados.

Endividamento

A pesquisa revela também que, entre os que ganham acima de dez salários mínimos, o índice de endividamento ficou em 36% em março. O nível de endividamento dessa faixa da população também aumentou na comparação com fevereiro, ficando 9 pontos percentuais acima do índice apresentado no segundo mês do ano.

Considerando os três meses deste ano, 48% dos paulistanos com renda de até dez mínimos estão endividados e 32% com renda acima desse patamar estão na mesma situação.

No geral, 49% das famílias paulistanas estão endividadas em março, aponta a pesquisa. O número é 6 pontos percentuais maior que o registrado em fevereiro (43%).

Contas em atraso

Considerando as contas em atraso, 17% dos paulistanos com renda de até dez salários têm pendências. Já entre os de maior renda, o índice é de 5%. No ano, 15% das famílias menos abonadas têm contas em atraso e 5% das que recebem acima de dez mínimos estão na mesma situação.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host