UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

24/03/2010 - 11h45

Calor faz consumo residencial de energia crescer 9,8% em fevereiro

SÃO PAULO – O consumo de energia nas residências brasileiras em fevereiro deste ano foi 9,8% maior que no mesmo mês do ano passado, atingindo 8,9 mil GWh (gigawatts-hora). O dados, divulgados nesta quarta-feira (24) pela da EPE (Empresa de Pesquisa Energética) mostram crescimento acumulado de 8,6% no consumo residencial neste ano.

No geral, foram consumidos em fevereiro 34 mil GWh, um acréscimo de 10,7% frente a fevereiro de 2009. A indústria liderou a expansão, crescendo 14,4% no mês.

Recuperação econômica

A EPE destaca que, apesar de afetadas por uma base baixa de comparação do ano passado, “as estatísticas de fevereiro de 2010 revelam recuperação expressiva do nível de atividade da indústria e robustez na expansão do consumo das famílias e no setor terciário”.

O setor de comércio e serviços representou 17% do consumo de energia em fevereiro, enquanto a indústria foi 42% do total. As residências, por sua vez, representaram 26% do consumo.

O forte calor registrado em todas as regiões do País no início deste ano fez o consumo de energia registrar sucessivos recordes no mês passado. Apesar disso, segundo a EPE, o consumo de energia na rede está “evoluindo dentro das previsões”, embora o consumo residencial tenha sido 2,6% maior que o volume projetado para o mês.

A ONS (Operador Nacional do Sistema Elétrico) afirmou que o forte calor impulsiona o uso de eletrodomésticos, em especial, os equipamentos de ar-condicionado e ventiladores, o que gera o aumento no consumo.

O consumo do primeiro mês do ano, de 33.718 GWh, foi o maior registrado em um mês de janeiro, segundo a EPE.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host