UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

24/03/2010 - 15h50

Maioria das pessoas das classes de renda mais baixa não tem conta em banco

SÃO PAULO - A presença de correspondentes bancários dentro do comércio pode facilitar a rotina financeira das pessoas, principalmente daquelas que não têm conta bancária.

Segundo pesquisa do Instituto Fractal, 92% dos entrevistados com renda individual inferior a R$ 800 por mês disseram não ter conta em banco.

As classes C2, D e E são as que mais utilizam os serviços prestados pelos correspondentes bancários, sendo que 60% usam entre duas a quatro vezes por mês para realizar pagamentos, depósitos, saques e consultas.

As classes B1 e B2 também usam correspondentes. Segundo a pesquisa, 90% da classe B2 paga contas de água, luz e telefone e 40% realizam pagamento de boletos e carnês de instituições conveniadas.

Correspondentes bancários

Os serviços de correspondentes bancários está presente em lojas de varejo, padarias, farmácias e, em alguns casos, em bancas de jornal.

As microempresas representam 70% dos estabelecimentos comerciais que atuam como correspondentes bancários ativos. Das empresas familiares, 49% exercem esse tipo de serviço.

Em São Paulo, Rio de Janeiro, Salvador, Belo Horizonte, Brasília e Recife têm 625 empresas que oferecem as demandas dos correspondentes bancários.

  



Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host