UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

24/03/2010 - 10h51

Número de assinantes de TV a cabo cresce em fevereiro e alcança 7,7 milhões de lares

SÃO PAULO – Em um mês, mais de 100 mil pessoas tornaram-se assinantes de TV a cabo no País. De acordo com a Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações), houve um crescimento de 1,34% no número de assinantes em fevereiro, na comparação com janeiro. Com o acréscimo, a TV por assinatura alcançou mais 7,725 milhões de lares brasileiros.

Segundo o balanço da agência, o aumento verificado no segundo mês do ano é o maior desde 2006. Com a evolução, considerando uma média de 3,3 pessoas por domicílio, a agência calcula que a TV a cabo já é vista por 25,5 milhões de brasileiros.

O aumento do número de assinantes tem se acentuado nos últimos anos. Segundo dados da agência, em 2007, houve um crescimento de 16,70%, ao passo que em 2008, o aumento foi de 18,18%, pulando para 18,24% ao longo do ano passado.

TV a cabo cresce mais no Norte

Nos últimos 12 meses, o Brasil registrou um aumento de 19,49% no número de assinantes de TV por assinatura.

Considerando as regiões, é possível constatar que a Norte foi a que apresentou o maior crescimento no número de assinantes de TV a cabo nos últimos 12 meses, de 40,51%. A região Nordeste vem em segundo lugar, com aumento de 26,07% no mesmo período.

A região Sudeste registrou acréscimo de 19,58% no número de assinantes no último ano, ao passo que a região Sul apresentou aumento de 13,61% no mesmo período. Na região Centro-Oeste, por sua vez, foi verificado o menor incremento nos últimos 12 meses, de 16,68%.

Na análise por estado, é possível verificar que o Amapá mais que dobrou o número de assinantes no último ano. No período, o crescimento no estado foi de 109,34%.

Roraima ficou em segundo lugar, com aumento de 76,92%, seguida de Rondônia (47,66%), Piauí (47,56%), Tocantins (44,97%), Acre (44,67%), Maranhão (44,29%), Amazonas (39,40%), Alagoas (33,27%) e Bahia (31,37%).

Cuidados com a assinatura

Na semana passada, a Anatel emitiu súmula permitindo a cobrança do ponto-extra. Os órgãos de defesa dos consumidores consideraram a medida um retrocesso e, por isso, pedem aos consumidores que tenham mais atenção na hora de assinar um contrato com a empresa.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host