UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

25/03/2010 - 11h17

Homens voltam a liderar inadimplência, revela Telecheque

SÃO PAULO – O perfil dos brasileiros que ficaram inadimplentes mudou neste início de ano. Agora, quem está no topo são os homens, que responderam por 50,34% das pessoas com dívidas em atraso no primeiro bimestre do ano, de acordo com dados da Telecheque divulgados nesta quinta-feira (25).

A inadimplência dos homens cresceu 12,09% frente ao bimestre anterior e 9,5% em comparação ao mesmo período de 2009, fazendo com que eles assumissem a liderança novamente, desde o segundo bimestre de 2008.

“Esta mudança do perfil do inadimplente, homens superando mulheres, vem acompanhada do aumento dos indicadores de desemprego, acendendo um alerta para o comportamento de mercado”, afirmou o vice-presidente da Telecheque, José Antonio Praxedes Neto.

De 31 a 40 anos

Quando analisada a faixa etária, não houve mudanças. Pessoas de 31 a 40 anos continuam sendo as mais inadimplentes, com representatividade de 33,48% no primeiro bimestre.

“A faixa etária que mais ficou inadimplente no bimestre e que apresentou um aumento de 14,7% em relação ao bimestre anterior foi a de 31 a 40 anos, que geralmente não está inserida nas vagas temporárias geradas no final do ano”, explicou Praxedes Neto.

Na sequência, estão as pessoas de 21 a 30 anos (26,74%), de 41 a 50 anos (21,35%), de 51 a 60 anos (13,26%), acima de 60 anos (4,04%) e até 20 anos (1,12%).

Renda

As classes mais baixas voltaram a assumir o posto das mais inadimplentes, até então ocupado pelas mais altas, que foram afetadas pela crise financeira mundial.

“As classes C e D enfrentam maior dificuldade em conseguir crédito no País, ao contrário da A e B que, naturalmente, conquistam vantagens em diversas instituições financeiras. Apesar disso, vemos que o mercado está disposto a investir o que for necessário para ampliar os negócios e não vão economizar em campanhas publicitárias, condições de prazos e descontos diferenciados para fidelizar os consumidores de suas lojas”, disse Praxedes. Confira a inadimplência por faixa de renda:

 

Inadimplência por faixa de rendimento 
Renda Inadimplência
Até R$ 830 0,22%
De R$ 831 a R$ 1.245 6,52%
De R$ 1.246 a R$ 1.660 13,48%
De R$ 1.661 a R$ 2.075 19,78%
De R$ 2.076 a R$ 2.490 20,22%
Acima de R$ 2.491 17,98%
Sem rendimento 3,15%
Não informou 18,65%

 

A pesquisa foi realizada pela Telecheque com 455 pessoas inadimplentes usuárias do meio de pagamento cheque no Brasil, mas que não necessariamente são inadimplentes nessa forma de pagamento. As entrevistas foram feitas de 01 de janeiro a 28 de fevereiro.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host