UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

25/03/2010 - 17h51

Venda de imóveis usados de até R$ 120 mil é prejudicada por Minha Casa, Minha Vida

SÃO PAULO- A venda de imóveis usados de até R$ 120 mil está sendo prejudicada pelo programa habitacional do governo federal, Minha Casa, Minha Vida, segundo avalia o presidente do Creci-SP (Conselho Regional de Corretores de Imóveis do Estado de São Paulo ), José Augusto Viana Neto.

Para ele, por conta das melhores condições de financiamento, as pessoas estão preferindo adquirir casas e apartamentos do programa a fazer negócio com propriedades usadas. Entretanto, alerta, engana-se quem pensa que os preços dos usados irão cair por este motivo.

“Os imóveis nesta faixa de preços estão incluídos no programa Minha Casa, Minha Vida, o que faz com que as pessoas prefiram comprar imóveis novos. Ainda assim, o consumidor não deve esperar por uma queda de preços, pois o valor do metro quadrado é algo muito sério e respeitado no mercado imobiliário”, diz.

Vendas

Em janeiro deste ano, na comparação com dezembro do ano passado, as vendas de imóveis de até R$ 120 mil, na capital paulista, tiveram participação nula.

De acordo com pesquisa divulgada pelo próprio Creci-SP, no período, os imóveis usados com valor superior a R$ 200 mil foram os preferidos dos paulistanos, com participação de 57,45% nas vendas.

Considerando a faixa de preço R$ 121 mil a R$ 200 mil, que representou 42,55% dos imóveis vendidos na cidade de São Paulo, no primeiro mês do ano, os mais procurados foram os de valor de R$ 141 mil a R$ 160 mil, com 19,15% de participação.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host