UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

26/03/2010 - 09h49

Preço de ovos de Páscoa pode variar até 90% em São Paulo, diz Procon

SÃO PAULO – De acordo com um levantamento feito pela Fundação Procon em São Paulo, neste ano a diferença de preços de produtos de Páscoa pode chegar a 90%. Essa diferença foi verificada entre os ovos de chocolate. O levantamento foi realizado entre os dias 9 e 10 de março em dez estabelecimentos comerciais, distribuídos nas cinco regiões da capital paulista.

 

Além dos ovos, os consumidores também podem encontrar diferenças significativas entre os preços das caixas de bombons. O preço do mesmo produto, vendido em estabelecimentos diferentes, pode variar até 80,05% em São Paulo. Já as discrepâncias de valores entre os típicos bolos de Páscoa é um pouco menor e alcança 68,09%.

A maior diferença de preços encontrada pelo Procon foi entre os ovos de chocolate, de 89,9%, ficou com o ovo Trakinas Meio a Meio, com brinquedo, de 120 gramas, da Lacta. Em um estabelecimento, o produto custava R$ 9,99 e alcançou R$ 18,98 em outro local.

Entre as caixas de bombons, a diferença de 80% foi identificada no produto Grandes Sucessos da Lacta, de 400 gramas, da Lacta, que chegou a custar R$ 4,16 em um estabelecimento e R$ 7,49 em outro.

O Bella Páscoa Light, de 500 gramas, da Village, foi o bolo de Páscoa no qual o Procon identificou a maior diferença de preços. O preço do produto variou de R$ 7,49 para R$ 12,59, dependendo do estabelecimento.

Inflação

Neste ano, os produtos de Páscoa ficaram mais caros na capital paulista, na comparação com o mesmo período do ano passado. De acordo com a pesquisa, o aumento dos preços de itens típicos dessa época do ano ficou acima da inflação registrada no período, que foi de 5,05%, de acordo com o IPC (Índice de Preços ao Consumidor) da Fipe.

Segundo a pesquisa, os preços dos ovos de chocolate ficaram 5,79% mais caros, em média, na comparação com 2009. Já os valores das caixas de bombons se elevaram em 9,72%. E os bolos típicos de Páscoa estão, em média, 7,24% mais caros.

Atenção na compra

Na hora de levar o chocolate para casa, o Procon recomenda aos consumidores que fiquem atentos às especificações contidas na embalagem, como prazo de validade, composição e peso líquido do produto.

É importante prestar atenção, também, nos brinquedos contidos nos produtos. A embalagem desses brindes deve conter o Selo do Inmetro, além da faixa etária da criança para quem o brinquedo é destinado.

Comparar preço, qualidade e quantidade também é recomendado. De acordo com o Procon, é importante saber que a numeração indicada na embalagem do ovo não representa, necessariamente, o mesmo peso ou tamanho, tanto para os produtos do mesmo fabricante, quanto para diferentes fabricantes.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host