UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

31/03/2010 - 10h29

Clientes de lavanderias se dizem satisfeitos com preços cobrados

SÃO PAULO – A maioria dos clientes de lavanderias (85%) está satisfeita com os preços cobrados, revelou uma pesquisa realizada pela GS&MD (Gouvêa de Souza – Marketing, Varejo e Canais de Distribuição), a pedido do Sindilav, o sindicato das lavanderias de São Paulo.

Os dados ainda mostraram que o principal fator usado para a escolha de uma lavanderia é a proximidade de suas casas, resposta de 60% dos entrevistados, seguido de atendimento (19%), qualidade de serviço (12%), preço (8%) e prazo (8%).

“Nosso mercado não tem limites de expansão, por isso consideramos importante apurar a avaliação que cada consumidor tem em relação à sua lavanderia favorita, bem como suas reais necessidades e anseios”, afirmou o presidente do Sindilav, José Carlos Larocca.

Mais de 800 brasileiros foram consultados para o levantamento, entre outubro e novembro do ano passado, os quais utilizaram pelo menos uma vez os serviços de lavandeiras. 

Perfil dos clientes

A idade média de usuários de lavandeira é de 43 anos, sendo que a predominância é de mulheres, que representam 70% dos clientes. Pessoas casadas (48%) e com filhos (58%) também têm a maior representatividade.

Em relação à classe social, é interessante notar que os serviços de lavanderias ainda estão restritos às classes mais altas, uma vez que as pessoas da classe A representam 31% e as da classe B, 58%. Apenas 11% estão na classe C.

Quanto ao nível de escolaridade, o levantamento mostrou que 59% dos usuários de lavanderias têm nível superior completo – sem diferenciar os que tinham feito curso de extensão, mestrado, pós-graduação e MBA. Outros 34% haviam concluído o Ensino Médio.

A forma de pagamento mais usada pelos clientes é dinheiro, que corresponde por 70% do total, seguido de cartões de débito (16%), cartões de crédito (6%), cheque à vista (5%) e cheque a prazo (1%).

Preço é entrave ao uso

Enquanto os usuários de lavanderias consideram os preços adequados, os não usuários rejeitam os serviços por conta do preço elevado, motivo indicado por 21% dos entrevistados. Porém, 24% responderam que usariam lavanderias, se os preços fossem mais baixos.

Quando questionados sobre o preço ideal para começar a usar, os não usuários disseram em média R$ 10,30 para as calças, R$ 17,20 para os paletós e R$ 9 para as camisas.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host