UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

31/03/2010 - 17h15

Fundos de renda fixa e curto prazo ganham espaço na indústria em 2010

SÃO PAULO – Nos três primeiros meses do ano, os fundos de Renda Fixa foram os que mais ganharam espaço na indústria brasileira de fundos. Do final de dezembro até 25 de março deste ano, o market share da categoria na indústria de fundos do País avançou de 26,44% para 27,26%.

Da mesma forma, os fundos de Curto Prazo viram sua participação no PL subir para 3,39% ao final de 2009 para 3,83%. Ainda segundo os dados da Anbima (Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais), a categoria outros – que inclui FIDC, fundos Imobiliários, fundos de Participações, Cambiais, Dívida Externa, Exclusivos Fechados e Off-shore – também mostrou aumento no patrimônio total, que foi de 10,06% no final de 2009 para 10,11% até 25 de março.

Por outro lado, os fundos Referenciado DI tiveram sua fatia na indústria reduzida de 13,95% para 13,47%, na mesma base de comparação, assim como os fundos de previdência, que viram sua participação cair de 10,53% para 10,43%.

Na mesma linha, os fundos multimercados perderam espaço na indústria nacional de fundos em 2010. Sua participação no PL foi de 23,79% em dezembro para 23,15% até 25 de março. O mesmo ocorreu com a categoria de ações, cuja participação no PL caiu de 11,85% para 11,74%.

2009

Nos últimos 12 meses, contudo, a movimentação de algumas categorias é um pouco diferente. Apesar de terem ganhado espaço nos últimos dois meses, os fundos de renda fixa tinham, em março de 2009, uma participação maior nos fundos brasileiros, de 28,77% do PL da indústria - ou seja, 1,51 ponto percentual a mais do que em 25 de março.

Os fundos Referenciado DI, por sua vez, perderam espaço nas duas bases de comparação. De março de 2009 até o último dia 25, a categoria viu sua participação no PL diminuir 2,26 pontos percentuais.

Por outro lado, os fundos de ações viram sua participação na indústria aumentar de março de 2009 até o dia 25 deste mês. Apesar da queda nesses fundos em 2010, decorrência da instabilidade da bolsa, a categoria representava, há 12 meses, 10,50% do PL dos fundos – 1,24 ponto percentual abaixo do atual.

A categoria de Previdência também ganhou espaço no período, passando de 9,91% do PL para 10,43%. Os fundos multimercados, por sua vez, apresentavam participação semelhante há 1 ano, de 23,11% - assim como os fundos de Curto Prazo, que representavam, em março de 2009, 3,81% do PL total.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host