UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

01/04/2010 - 09h29

Inadimplência: aumenta participação de quem recebe de dois a três mínimos

SÃO PAULO - Aumentou a participação de quem recebe de dois a três salários mínimos no total da inadimplência entre março de 2009 e março deste ano. Segundo indicou uma pesquisa da ACSP (Associação Comercial de São Paulo), a participação dessas pessoas entre os inadimplentes passou de 26% para 37% no período analisado.

Já entre as pessoas que ganham de três a quatro salários mínimos, a porcentagem subiu um pouco menos, de 17% para 18%, do terceiro mês de 2009 para o mês passado. Entre aqueles com renda de até um salário mínimo e de sete a dez salários mínimos, o índice ficou estável em 7% e 2%, respectivamente.

Em contrapartida, o índice teve queda em todas as demais faixas de renda, com destaque para aqueles que ganham entre quatro e cinco salários mínimos, cuja participação caiu de 13% para 6% e para aqueles que ganham acima de dez salários mínimos, que tiveram participação nula, ante os 3% da pesquisa anterior.

Faixa etária

Considerando a idade dos inadimplentes, o destaque ficou com as pessoas entre 31 e 40 anos, cuja participação na inadimplência passou de 36% em março de 2009 para 38% no terceiro mês deste ano. Também apresentou aumento o grupo de pessoas com menos de 20 anos (de 4% para 8%).

Já os mais velhos diminuíram a participação. Entre aqueles com idade entre 41 e 50 anos, o índice caiu de 21% para 17% no período, entre as pessoas com idade entre 51 e 60 anos, a taxa passou de 8% para 7% e, entre aqueles com mais de 60 anos, o índice foi de 3% para 2%. Aqueles com idade entre 21 e 30 anos mantiveram-se em 28%.

Na análise de homens e mulheres, a pesquisa indicou estabilidade na participação delas, sendo que eles continuam com o maior índice. Em março deste ano, 45% dos inadimplentes eram mulheres, contra 55% de homens, assim como no ano passado.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host