UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

01/04/2010 - 15h47

Nova alíquota do IPI para móveis irá reduzir impacto do fim da desoneração

SÃO PAULO - A nova alíquota do IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) incidente sobre os produtos do setor moveleiro irá reduzir o impacto do fim do benefício do IPI reduzido para o consumidor.

Ao menos esta é a opinião do presidente da Abimóvel (Associação Brasileira das Indústrias do Mobiliário), José Luiz Diaz Fernandez.

“Não podemos garantir que com o fim do IPI reduzido não haverá aumentos de preços, mas, com certeza, a alíquota menor em relação ao que era praticado antes da medida diminuirá o impacto para o consumidor final. Além de ser uma grande conquista para o setor”.

No que diz respeito ao fim da desoneração do imposto, Fernandez lamenta, mas ressalta que a medida foi importante para aquecer as vendas, que cresceram cerca de 14% durante a vigência da medida, em relação ao mesmo período do ano passado.

Nova alíquota

A medida que reduziu a incidência do IPI sobre móveis para zero terminou na última quinta-feira (31). Entretanto, mesmo com o fim do benefício, a alíquota do impostos para alguns produtos não voltará aos patamares anteriores.

Isso porque, a partir de abril, a alíquota do IPI para móveis será de 5% para todos os produtos. Dessa forma, itens que antes da redução sofriam incidência de 10%, como móveis estofados, e aglomerados de madeira, terão a alíquota reduzida para o novo percentual.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host