UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

06/04/2010 - 09h37

Vendo início de ciclo positivo, Spinelli reformula carteira recomendada para a semana

SÃO PAULO - Reformulando quase que completamente seu portfólio, a Spinelli Corretora divulgou sua carteira de recomendações para a primeira semana de abril, enfatizando a mudança no tom dos mercados globais.

"Iniciou-se um período onde a percepção geral passou para levemente positiva diante da evolução de alguns dados econômicos dos países desenvolvidos, principalmente dos EUA, reforçada pela divulgação de criação de 162 mil vagas de trabalho nos EUA", destacou a equipe da corretora, citando o Employment Report divulgado na última sexta-feira.

Ponderando a volta do otimismo no cenário externo e as perspectivas para o mercado nacional, a corretora opta, para esta semana, pela troca dos papéis de Marfrig, Vale, Cremer e Banco ABC pelas ações de Gerdau, Duratex, BIC Banco e BM&F Bovespa.

Assim, o único nome mantido na passagem semanal foi o da Lojas Renner.

Confira as recomendações:

Empresa Código Preço-alvo* Upside**
Gerdau GGBR4 R$ 32,87 8,0%
Duratex DTEX3 R$ 20,42 28,3%
BicBanco BICB4 R$ 15,90 20,1%
Lojas Renner LREN3 R$ 45,79 12,9%
BM&F Bovespa BVMF3 R$ 14,98 21,2%
*Consenso do mercado, de acordo com a agência Bloomberg

**Potencial de valorização com base no fechamento 5 de abril
Gerdau

Operando a 75% de sua capacidade e com perspectivas de evolução nas receitas e margens, a companhia vive um bom momento. "Além disso, o momentum de correção de preços dos produtos siderúrgicos no mercado interno e o relativo atraso do desempenho de suas ações em relação às pares do setor sugere uma oportunidade de posicionamento no curto prazo".

Lojas Renner

A corretora aposta em recuperação dos papéis, que registraram desvalorização nos últimos pregões, baseada nos bons resultados para o quarto trimestre de 2009. 

Duratex

A equipe de análise da Spinelli revela seu otimismo em relação aos próximos trimestres da empresa, dando especial ênfase à evolução evolução dos volumes e preços, ao baixo endividamento da companhia e para a redução permanente da taxa de IPI (Imposto sobre produtos industrializados) para a divisão de painéis de madeira.

BM&F Bovespa

A Spinelli chama atenção para o fato de que as ações da empresa operam com deságio frente ao Ibovespa neste ano, o que deve ser corrigido. "Aliado a isso, o mercado de futuros vem apresentando um forte crescimento no volume de derivativos, o que deve favorecer o papel".

BicBanco

"Entendemos que ainda há espaço para valorização em virtude do avanço do crédito direcionado ao segmento de middle market e também da redução da inadimplência", explica a equipe da corretora, destacando o último resultado do banco, que surpreendeu positivamente o mercado.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host