UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

08/04/2010 - 13h25

Analistas reforçam visão positiva para Petrobras após conclusão de perfuração

SÃO PAULO – A conclusão da perfuração do poço 3-BRSA-795-RJS (3-RJS-666) da Petrobras (PETR3; PETR4) reforça recomendações positivas para os papéis da companhia.

Para os analistas do Itaú Securities, com o anúncio feito pela petrolífera na última quarta-feira (7), a recomendação de “outperform” (desempenho acima do mercado) para os papéis é reiterada.

“Não há nada novo em termos de volume mas os dados são positivos porque confirmam as projeções de volume originais e ajudam a melhorar o entendimento sobre o potencial que o bloco possui”, comenta a equipe de research do Itaú.

Com isso, a visão positiva sustenta um preço-alvo de R$ 53,70 por papel preferencial para o final do ano, o que permite um potencial de valorização de 66,66% se considerada a cotação do último fechamento (R$ 35,80).

Bom, mas já esperado

Na mesma linha também estão os analistas do Citigroup que continuam a recomendar compra para os papéis da petrolífera. “Nós somos compradores para as ações da Petrobras, mas entendemos que a expectativa de aumento de capital serve para diluir as ações no curto prazo”, falam.

Contudo, mesmo vendo a notícia como positiva, o Citi não espera um impacto significante nos preços das ações da Petrobras justamente pelo volume estimado já ter sido incorporado nas análises do mercado.

"Nós acreditamos que o mercado já assumiu um potencial para Tupi entre 5 a 8 bilhões de barris de petróleo”, comentam. O preço-alvo para PETR3 na análise do Citi é de R$ 56,00, com um potencial de valorização de 72% ante o fechamento (R$ 40,39).

 

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host