UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

09/04/2010 - 08h00

Brasileiro precisa de 1,81 salário para comprar notebook

SÃO PAULO – Os brasileiros gastam quase dois salários mínimos para comprar notebook. O cálculo faz parte da pesquisa “Índice Marco Gap Digital”, da Marco Consultora.

Desde o primeiro estudo, realizado em 2004, o Pais vem melhorando sua situação quanto ao acesso da população à tecnologia. Na época, eram necessários 3,5 salários para comprar um computador portátil. Hoje, o consumidor desembolsa apenas 1,81 salário.

Para adquirir um computador tradicional, atualmente o brasileiro precisa de 1,37 salário.

Maior poder de compra

“Os números refletem o avanço do poder de compra do brasileiro, de quase 15% nos últimos sete anos”, afirma o gerente de Market & Business Intelligence da Marco Consultora, Henrique de Campos Junior. “Esse aumento e a desvalorização do real perante o dólar tornaram os equipamentos eletrônicos, em especial, os computadores, mais acessíveis ao brasileiro”, completou.

O especialista aponta, no entanto, que esse resultado não significa que os equipamentos estão mais baratos no país. “Questões tributárias fazem com que eles sejam mais caros em termos absolutos. Nós só estamos tendo melhores condições para comprá-los”, explicou Campos.

América Latina

Diante dos países vizinhos, o Brasil se consolida como o que possui melhor acesso à tecnologia de toda a América Latina. No entanto, foi o Chile que se manteve mais equilibrado desde o início do estudo: os chilenos desembolsam 1,55 salário para comprar um PC e 2,01 para um notebook.

A Argentina sempre teve os índices mais altos, chegando a 5 salários para comprar um notebook em 2007. Hoje, porém, os argentinos se aproximaram da média dos demais países e precisam apenas de 2,75 salário para comprar um portátil e 2,16 para um PC.

O México foi o país com pior desempenho. “Ano após ano, a quantidade de salários necessários para comprar um computador vem aumentando e, atualmente é o mais caro para comprar um notebook: 2,7 salários”, afirma a pesquisa.

A Colômbia possui uma situação particular. Ao mesmo tempo em que a média salarial é a mais baixa, possui os menores preços também, o que não garante índices baixos: 1,73 salário para um PC e 2,16 para notebook.

Metodologia

Para o estudo, a consultoria considerou os salários em dólares, cuja média é fornecida pelos institutos oficiais de cada país. A média salarial brasileira utilizada foi R$ 1.350,33, divulgada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) em 2009.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host