UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

09/04/2010 - 14h30

Lojistas devem ficar atentos aos ganhos no poder de compra da população

SÃO PAULO – O aumento da renda da população brasileira observado nos últimos anos tem levado ao crescimento da classe C, considerada a nova classe média do País e que tem renda familiar acima de R$ 1,2 mil.

Para a Alshop (Associação Brasileira de Lojistas de Shopping), é esse estrato social que deve levar o varejo a ser um dos setores de maior representatividade na economia nacional e, por isso, essa tendência deve ser bem absorvida pelos comerciantes. “Cada vez mais, os lojistas precisam ficar atentos a estas transformações e ao ganho do poder aquisitivo da população”, declarou o presidente da Alshop, Nabil Sahyoun.

Antes deixada de lado no planejamento comercial de algumas empresas, a classe C tem sido responsável por injetar milhões de reais no varejo, afirma a entidade. Com mais confiança na economia, esses consumidores estão mais seguros para realizar seus sonhos de consumo, como a compra de TVs LCD, computadores, celulares de última geração, etc.

Estratégias

“Para atender a essa demanda, todos os dias, lojistas criam inúmeras formas de atrai-los para dentro de seus estabelecimentos, oferecendo linhas diferenciadas de produtos, com juros mais baixos, além de promoções de grande porte”, aponta a associação.

Entre os mecanismos dos quais os lojistas lançam mão, ainda se incluem publicidade agressiva nos veículos de comunicação, descontos nos itens, extensos prazos de pagamento, além das liquidações feitas por shopping e redes varejistas durante a época de entressafra.

“O sucesso da redução do IPI para a linha branca ajudou ainda mais o varejo a compreender o poder de compra desta classe C”, finalizou a Alshop.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host