UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

12/04/2010 - 15h31

Captação de fundos mais que dobra no primeiro trimestre em comparação a 2009

SÃO PAULO – As entradas de capital na indústria brasileira de fundos totalizaram R$ 185 bilhões em março – um avanço frente aos R$ 131,8 bilhões do mês anterior. Contudo, os saques, que totalizaram R$ 123 bilhões em fevereiro, também foram maiores, somando R$ 178,7 bilhões no mês passado.

Com isso, os fundos brasileiros encerraram o mês de março com uma captação líquida de R$ 6,3 bilhões - menor do que o resultado de fevereiro que ficou em R$ 8,8 bilhões.

Essa captação trouxe crescimento de 1,7% para a indústria de fundos no ano, com volume acumulado de R$ 23 bilhões. De acordo com a Anbima (Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais), essa captação acumulada nos primeiros três meses do ano se deu de forma bastante pulverizada - ou seja, ocorreu em grande quantidade de fundos -, e foi 141,1% superior àquela vista no primeiro trimestre de 2009. 

Em relação ao mesmo mês do ano anterior, o resultado de março foi 42,8% superior. Segundo a Anbima , essa movimentação de recursos representou 0,45% do patrimônio líquido do mercado doméstico, que ao final de março somava R$ 1,477 trilhão.

Fundos

De acordo com os dados da entidade, o número de fundos aumentou no mês de março, de 8.972 para 9.037, que respondem por 10,3 milhões de cotas (incluindo FI e FIC).

O número de fundos offshore também avançou – no final de março, havia 4 fundos a mais do que no final de fevereiro, totalizando 93 fundos, com um patrimônio líquido de R$ 53,6 bilhões. 

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host