UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

15/04/2010 - 11h21

Participação relativa do investidor de varejo em fundos caiu nos últimos anos

Infomoney
SÃO PAULO - A participação relativa do investidor de varejo no mercado de fundos caiu nos últimos cinco anos. De acordo com estudo da Anbima (Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais), quando analisada a evolução da distribuição dos ativos por investidor, a participação da pessoa física que em 2005 era de aproximadamente 32%, chegou a fevereiro de 2010 com apenas 20%.

"Não podemos negar que passamos por um período turbulento, em que o brasileiro teve menos dinheiro para investir e, portanto, diminuiu sua participação nos fundos de investimento. Mas não tenho dúvida que, com a economia melhor, eles voltarão para essa modalidade", afirma o vice-presidente da entidade, Demosthenes Pinto Neto.

O executivo afirma ainda que essa queda na participação do varejo em fundos é atenuada pelos investimentos em PGBL. "Esses investimentos estão dentro do segmento institucional do nosso estudo, mas nós sabemos que há muito pequeno investidor alocando recursos nessa modalidade".

Previdência

De fato os números revelam que a categoria fundos de previdência apresentou um aumento significativo de participação relativa no PL (Patrimônio Líquido) do mercado de fundos. Enquanto em 2005 a participação era de 6,9%, no início de 2010 esse número já havia chegado a 10,6%

"Tem muito brasileiro preocupado com o futuro e, assim, os investimentos em previdência acabam crescendo. Embora 2009 tenha sido um ano impactado pela crise, vimos que o trabalhador teve um aumento real na massa salarial. E hoje, para muitos, quando sobra dinheiro, o destino é a previdência. Por isso acredito que esse é um mercado em franca expansão, que trará números ainda mais positivos nos próximos anos", finaliza.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host