UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

19/04/2010 - 17h44

Internet muda a forma como as mulheres consomem serviços financeiros

SÃO PAULO – A internet - mais precisamente os serviços bancários on-line e os homebrokers - mudou a forma como as mulheres consomem serviços financeiros. 

A conclusão é de uma pesquisa realizada pela Sophia Mind, com mais de 6 mil mulheres de todo o território nacional, entre outubro do ano passado e janeiro deste ano.

Internet x investimentos

De acordo com os dados, em geral, as mulheres buscam praticidade e comodidade quando escolhem onde investir, opção apontada por 26% delas.

Em 46% dos casos, em vez de ir ao banco ou consultar extratos de papel, elas acompanham seus investimentos pela web.

Para 75% das mulheres que investem – em qualquer tipo de aplicação ou na poupança -, a internet é uma das formas de se atualizar sobre novidades no setor e sobre melhores opções de investimento.

Em relação à publicidade na internet, elas não se importam se é feita por meio de banner ou e-mail marketing, desde que venha acompanhada de uma promoção ou cupom de desconto, seja muito criativa ou que o produto seja de seu interesse.

Dia-a-dia

Por meio da internet, as mulheres leem conteúdos de interesse (80%), se atualizam com os últimos acontecimentos (78%) e se divertem (68%).

Quase a totalidade (97%) das mulheres usa as redes sociais para interagir com familiares e parentes e 75% das mães acreditam que a rede tem alguma importância no compartilhamento de fotos.

A pesquisa mostrou que não só a internet, mas também a tecnologia de forma geral tem sido aliada das mulheres na busca por praticidade e comodidade, como os smartphones, usados no gerenciamento dos compromissos da família, auxílio no bem-estar e saúde e compartilhamento de fotos e vídeos com amigos e familiares.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host