UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

22/04/2010 - 09h42

Citi vê como razoável valor pago por BB pelo Banco Patagonia

SÃO PAULO – A compra do banco argentino Patagonia pelo Banco do Brasil (BBAS3) por US$ 479 milhões é vista como razoável para os analistas do Citigroup. Segundo a equipe, os múltiplos de ambas as instituições estão em linha.

Em sua análise, os analistas Daniel A. Abut e Ricky Sperber explicam que quando avaliados os múltiplos P/BV (preço /valorcontábil), o Banco Patagonia apresenta uma relação de 1,9x, sendo que o BB está com 2,1x na mesma base de avaliação.

Já no caso dos múltiplos que analisam o P/L 2010 (preço/lucro estimado para 2010), o Banco Patagônia está sendo negociado a 9,1x, enquanto o BB opera a 9,9x. Os outros bancos argentinos estão a uma relação de 6,8x, 7,4x e 12,9x, respectivamente.

Preço

Contudo, Abut e Sperber destacam que o valor pago pela instituição brasileira ao controle do banco argentino é 4% acima do preço estimado por eles ao negócio no final de 2009, quando as primeiras conversas começaram a sair no mercado.

“Este valor já incluía um premium de 35% sobre o ‘preço justo’ dos livros contábeis que calculamos na ocasião”, adicionam.

A equipe do Citi estima um preço-alvo de R$ 38,25 por ação do BB no final do ano, o que projeta uma valorização teórica de 27,8% ante o último fechamento (R$ 29,94). A recomendação é de compra para os ativos BBAS3.

 

Notícias relacionadas:

Banco do Brasil adquire Banco Patagonia por US$ 479 milhões

Banco do Brasil confirma conversas para aquisição de ativos do Banco Patagonia

Bradesco Corretora vê oferta de ações do BB em linha com suas expectativas

Apesar de impacto negativo no curto prazo, oferta de ações do BB é bem recebida

Banco do Brasil recebe autorização do Fed para operar nos EUA

Banco Patagonia nega acordo com BB, mas afirma que diálogos seguem

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host