UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

22/04/2010 - 09h52

Correntista do BB poderá usar agências e caixas eletrônicos do Patagonia

SÃO PAULO – Correntistas do Banco do Brasil poderão usar caixas eletrônicos e agências físicas do Banco Patagonia em viagem à Argentina. A alternativa ainda não está disponível, mas, segundo a instituição brasileira, poderá estar em breve.

Na quarta-feira (21), o BB anunciou que passará a deter participação de 51% do capital social votante em circulação do Banco Patagonia. Para isso, pagará US$ 479,6 milhões em mais de 366,8 mil ações.

Para que a operação seja efetuada, ainda falta a autorização do Banco Central de la República Argentina e do Banco Central do Brasil, do Comitê Nacional de Defesa da Competência e da aprovação da Assembleia Geral de Acionistas do BB.

Aquisição

De acordo com o BB, o Patagonia possui características complementares e os objetivos da operação são ampliar a parceria entre empresas brasileiras e argentinas, diversificar o portfólio de produtos e serviços e expandir a carteira de crédito do banco do país vizinho.

O Banco Patagonia tem 751,6 mil clientes, 417 caixas eletrônicos e 154 agências localizadas majoritariamente na província de Buenos Aires e Rio Negro, na Argentina.

A estrutura atual do BB na Argentina é composta por uma agência em Buenos Aires, inaugurada em 1960, onde trabalham 44 funcionários. No mesmo prédio da Rua San Martín, funciona a Gerência Regional do BB para América Latina, que administra ativos totais de US$ 353 milhões e patrimônio líquido de US$ 85 milhões na região.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host