UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

22/04/2010 - 19h46

Reajuste das aposentadorias tem de caber no orçamento da Previdência, diz Lula

SÃO PAULO - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou nesta quinta-feira (22) que decidirá pelo índice de reajuste das aposentadorias e pensões que couber no orçamento da Previdência Social. 

Lula evitou entrar na polêmica sobre os percentuais já cogitados, de 6,14%, 7% ou 7,7%, segundo a Agência Brasil. Para ele, é o "custo benefício" que deve ser considerado.

"No silêncio da minha mesa, vou tomar a decisão que deve ser tomada. Até porque não acredito que, dentro do Congresso Nacional, tenha qualquer deputado ou senador que defenda mais aposentado do que eu", afirmou o presidente.

Reunião

Lula convocou para a noite desta terça uma reunião com os ministros da área econômica para discutir exclusivamente a questão do reajuste. De acordo com ele, não há a intenção de "enquadrar" a equipe, mas debater alternativas.

"Ao presidente da República não cabe ficar dando palpite e dizendo o que deve votar. A proposta do governo estava acordada com as centrais sindicais", disse Lula.

Reajuste

Na manhã desta terça-feira, o ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, reafirmou que o governo deverá conceder o reajuste de 6,14%. Contudo, o presidente evitou confirmar o percentual.

Bernardo queixou-se de setores da base aliada do governo que propuseram aumentos que variam de 7% e 7,7%. De acordo com ele, o impasse não ajuda para a concessão do reajuste.

"Fica parecendo um campeonato para ver quem dá mais e quem vai ser mais bonzinho com os aposentados", afirmou o ministro.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host