UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

23/04/2010 - 16h33

Locação de imóveis dobra em São Paulo no mês de janeiro, afirma Creci

SÃO PAULO – A locação de imóveis residenciais na cidade de São Paulo mostrou forte recuperação no início do ano. Dados do Creci-SP (Conselho Regional dos Corretores de Imóveis do Estado de São Paulo) apontam que o número de imóveis alugados em janeiro dobrou em relação a dezembro. O crescimento foi de 103,72% no mês.

Os dados, coletados em 1.361 imobiliárias de 37 cidades, incluindo a capital, identificaram a locação de 2.285 casas e apartamentos no primeiro mês do ano. O índice estadual de locação subiu de 0,8241 em dezembro para 1,6789 em janeiro.

Análise por região

O destaque ficou por conta da região formada pelas cidades do ABCD (Santo André, São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul e Diadema), Guarulhos e Osasco, onde a locação cresceu quase quatro vezes em janeiro (alta de 293,43%) ante dezembro. O resultado da locação no interior também foi alto no período, com crescimento de 211,25%.

No litoral, o crescimento foi de 25,13% e, na capital, foram alugados 19,25% mais imóveis que no último mês do ano passado.

As locações canceladas em janeiro (1.132) representaram 49,54% do total de locações contratadas.

Preferências

Os imóveis com aluguel de até R$ 600 foram os preferidos em janeiro nas cidades do ABCD, Guarulhos e Osasco, onde tiveram participação de 68,10% no total das locações, e no interior, onde a proporção foi de 63,86%. No litoral e na capital, os imóveis preferidos foram os de até R$ 800, representando 60,87% e 59,16% do total, nesta ordem.

Ainda segundo o Creci-SP, as casas representaram 58,07% dos novos contratos em janeiro, enquanto os apartamentos ficaram com 41,93%.

Em janeiro, na capital paulista, os aluguéis entre R$ 201 e R$ 400 representaram 14,11% do total, enquanto as locações entre R$ 401 e R$ 600 corresponderam a 35,74%. Confira os demais percentuais na tabela a seguir:

Valor do aluguel Capital ABCDOG* Interior Litoral
até R$ 200 1,80% -

-

-
de R$ 201 a R$ 400 12,31% 25% 31,01% 9,57%
de R$ 401 a R$ 600 21,62% 43,10%

32,85% 32,17%
de R$ 601 a R$ 800 23,42% 20,69% 9,45% 19,13%
de R$ 801 a R$ 1.000 18,62% 8,62% 17,25% 15,65%
acima de R$ 1.000 22,22% 2,59% 9,44% 23,48%

Fonte: Creci-SP

* regiões do ABCD mais Osasco e Guarulhos


Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host