UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

27/04/2010 - 11h03

Agora interativo, saldão na web oferece desconto acima de 70% para Dia das Mães

SÃO PAULO – O Dia das Mães será comemorado em 9 de maio, mas os filhos que não conseguirem comprar um bom presente com preços atrativos até lá ainda podem consegui-los. A partir do dia 3 até o dia 16 de maio, eles terão mais uma opção para comprar o presente, mesmo com atraso, e ainda garantir descontos que podem ultrapassar 70%.

Durante esse período, o Saldão na Internet entrará no ar com previsão de movimentar R$ 12,5 milhões. Ao todo, o portal reunirá mais de 50 varejistas virtuais que oferecerão produtos eletroeletrônicos, de informática, cosmética, esportes e outros itens. 

O primeiro saldão foi lançado pela Braspag em dezembro do ano passado e movimentou R$ 10 milhões em vendas. “Nosso primeiro saldão pós-Natal movimentou aproximadamente 1 milhão de pessoas no portal e dez milhões de cliques nos produtos ofertados, sendo um sucesso na internet”, afirmou, por meio de nota, o gerente de Projetos da Braspag, Renann Fortes.

Fortes acredita que o número de internautas que participarão do saldão do Dia das Mães será 50% maior que o verificado no evento de dezembro. Com relação às vendas, a expectativa é de que elas sejam 25% maiores.

Novidades

O segundo Saldão na Internet traz novidades. Nesta edição, os e-consumidores terão participação ativa nas ofertas. Por meio do site do evento (www.saldaonainternet.com.br), ele poderá dar lances, a partir de R$ 0,01, para adquirir produtos, em uma espécie de leilão.

Além disso, esta edição do saldão será dividida em duas fases. Na primeira, que vai do dia 3 ao dia 8, haverá uma oferta diária especial e o produto será escolhido pelos consumidores por meio de votação. “Decidimos por esse modelo para que o consumidor possa comprar mais barato aquilo que ele realmente deseja”, comentou Fortes.

Na outra fase, que vai do dia 9 até o dia 16 de maio, o saldão passa a vigorar com ofertas de produtos com descontos que podem ultrapassar os 70%.

Interatividade para pagar menos

No site do saldão, os e-consumidores também poderão criar uma lista de produtos que querem comprar com os melhores preços. A lista estará disponível para as empresas que participam do saldão. Aquelas que se interessarem podem “apadrinhar” a lista e oferecer os melhores preços para o consumidor.

Além disso, os e-consumidores poderão conferir se os preços praticados pelos varejistas no saldão são de fato vantajosos. Fortes explica que, ao confirmar se o valor é de fato menor, o usuário acumula pontos que serão utilizados em sorteio no final do ano no Saldão de Natal.

A aposta na maior interatividade nesta edição do saldão parte do número cada vez maior de e-consumidores que participam de redes sociais. “Teremos o consumidor como o grande diferencial nesse saldão, muitas vezes ele conduzirá as regras para os preços que serão praticados”, diz Fortes. “Vamos levar ao e-consumidor uma nova experiência de compra on-line através da interatividade”.

De acordo com uma pesquisa realizada pela Chadwick Martin Baley e iModerate, mais de 60% dos usuários do twitter ficam mais interessados em comprar produtos de empresas que eles seguem. Entre aqueles que utilizam o Facebook, o percentual é de 50%. Além disso, a pesquisa aponta que as marcas que utilizam redes sociais são 80% mais indicadas do que as outras.

Comércio virtual

De acordo com a e-bit, o comércio eletrônico deve movimentar em torno de R$ 620 milhões neste Dia das Mães, um aumento de 40% frente aos R$ 440 milhões faturados em 2009. Espera-se que cada e-consumidor gaste, em média, R$ 375 com o presente comprado na internet. 

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host