UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

28/04/2010 - 17h39

Crédito habitacional deve chegar a 10% do PIB, diz vice-presidente da CEF

SÃO PAULO - O crédito habitacional está crescendo no Brasil e atingiu os maiores patamares dos últimos 20 anos. Neste cenário, pode chegar a 10% do PIB (Produto Interno Bruto), afirmou o vice-presidente de Governo da CEF (Caixa Econômica Federal), Jorge Hereda.

"O País entrou em um ciclo virtuoso do crédito imobiliário e isso vai fazer a gente passar rapidamente dos 3% do PIB, que nós temos em crédito imobiliário, para algo perto de 10% em cinco anos", disse Hereda, segundo a Agência Brasil.

De acordo com o vice-presidente, o crescimento da oferta pela Caixa é acompanhado por outras instituições que atuam no segmento, já que a participação no mercado está estável. A CEF é responsável por 73% do mercado de crédito habitacional.

A política habitacional do governo e a estabilidade econômica estão fazendo com que a expansão do crédito ocorra de maneira segura, segundo Hereda. "O relevante, nesse momento, é que as condições estão sendo criadas para que essa contratação aconteça de maneira sustentada", concluiu.

Financiamentos

A CEF concedeu, de janeiro até o dia 23 deste mês, R$ 19,6 bilhões em financiamentos habitacionais para 323.268 famílias. O montante emprestado é 126% superior aos R$ 8,7 bilhões registrados no mesmo período do ano passado e representa um recorde.

A instituição pretende encerrar o ano com R$ 60 bilhões em financiamento para moradia, valor 27,63% superior ao registrado em 2009 (R$ 47 bilhões).

Feirão

A partir de maio, a CEF realizará, em 13 cidades, o Feirão da Casa Própria, que oferecerá aproximadamente 450 mil imóveis. Dentre eles, 200 mil estão incluídos no programa Minha Casa, Minha Vida e são destinados a famílias com renda superior a três salários mínimos.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host