UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

28/04/2010 - 18h01

Lojistas apoiam controle de taxas de cartões de crédito pelo Banco Central

SÃO PAULO - Assim como as entidades de defesa do consumidor, os lojistas apoiam as medidas de controle de taxas de cartões de crédito, anunciadas na última terça-feira (27) pelo Banco Central.

Segundo a CNDL (Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas), os comerciantes estão satisfeitos com as propostas e apoiam o governo em todas as ações que venham a estimular uma competição saudável no mercado de cartões de crédito.

“Desde 2008 que estamos lutando pela regulamentação dos cartões, ao lado de uma Frente Parlamentar do Comércio Varejista, integrada por 203 deputados e 31 senadores, em defesa da regulamentação do mercado de cartões”, disse o presidente da Confederação, Roque Pellizzaro Júnior.

Inadimplência

Além disso, ainda segundo Pellizzaro, a medida é interessante, já que o setor de cartões é um dos grandes responsáveis pela inadimplência dos brasileiros.

“Cobram juros arbitrários, em geral superiores a 10% ao mês, que impedem o consumidor de liquidar os débitos contraídos, fazendo com que aumentem  os números de inadimplência dos brasileiros. O comércio varejista não compactua com essa situação. A entidade que reúne a indústria dos cartões qualifica isto como normal. Os números falam tudo. Do total da inadimplência apresentada pelos bancos de dados de crédito brasileiros, entre 30% e 40% é oriunda dos cartões de crédito”.

Abecs

Sobre o assunto, a Abecs (Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços) informou, por meio de sua assessoria de imprensa, que já entrou em contato com o BC para entender melhor a questão.

Contudo, a entidade reitera estar disposta a colaborar com os órgãos reguladores no que for necessário.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host