UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

05/05/2010 - 10h43

Dieese: em abril, cesta básica sobe em 16 das 17 capitais pesquisadas

SÃO PAULO - A cesta básica ficou mais cara para o consumidor em 16 das 17 capitais brasileiras analisadas pelo Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos) em abril.

A exceção ficou com Goiânia, que viu o preço do conjunto de alimentos recuar 0,22% no mês frente a março. Natal, por outro lado, registrou a maior alta nos preços, de 12,09%, entre o terceiro e o quarto mês deste ano.

De acordo com os dados da Pesquisa Nacional da Cesta Básica, divulgados nesta quarta-feira (5), além de Natal, entre as cidades com as maiores altas estão Belo Horizonte (6,55%), Recife (6,17%), Salvador (5,41%) e Rio de Janeiro (5,37%).

Valores

Segundo o levantamento, na cidade de São Paulo a cesta fechou o quarto mês do ano custando R$ 261,39. Na região, o conjunto de alimentos ficou 3,01% mais caro. O maior valor continua sendo registrado em Porto Alegre (R$ 268,72) e o menor valor ficou com Aracaju (R$ 184,97). Veja abaixo o comportamento dos preços no mês passado: 

Custo da cesta básica nas principais capitais brasileiras
Capital Valor em abril Variação
Aracaju R$ 184,97 1,80%
Fortaleza R$ 187,21 2,62%
João Pessoa R$ 203,86 3,86%
Goiânia R$ 206,46 -0,22%
Recife R$ 214,48 6,17%
Salvador R$ 220,00 5,41%
Natal R$ 223,22 12,09%
Belém R$ 227,04 5,25%
Brasília R$ 237,76

0,57%
Curitiba R$ 238,71 3,20%
Belo Horizonte R$ 239,06 6,55%
Florianópolis

R$ 239,67 4,30%
Manaus R$ 241,52 4,41%
Vitória R$ 244,07 5,10%
Rio de Janeiro

R$ 253,13 5,37%
São Paulo R$ 261,39 3,01%
Porto Alegre R$ 268,72 4,53%

Fonte: Dieese

Variação anual

Considerando as variações de abril deste ano frente ao mesmo mês de 2009, houve alta de preços em 16 regiões pesquisadas, sendo que o único recuo foi em Goiânia (-2,54%).

Já os maiores aumentos ficaram com Recife (21,42%), Natal (16,40%) e São Paulo (15,85%).

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host