UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

05/05/2010 - 19h18

Governo vai tentar reverter decisão da Câmara sobre reajuste dos aposentados

SÃO PAULO - O governo tentará reverter, no Senado, a decisão da Câmara dos Deputados sobre o reajuste dos aposentados, afirmou o ministro das Relações Institucionais, Alexandre Padilha, nesta quarta-feira (5).

A Câmara dos Deputados aprovou na terça (4) a concessão de reajuste de 7,72% para aposentados e pensionistas que ganham mais de um salário mínimo e o fim do fator previdenciário.

De acordo com o ministro, o fim do fator previdenciário poderá gerar um impacto orçamentário anual de cerca de R$ 4 bilhões.

"O jogo está sendo jogado. [A proposta] foi aprovada na Câmara e agora segue para o Senado e iremos apresentar aos senadores a realidade das contas públicas, a capacidade do governo de suportar um aumento no reajuste e esperamos que eles [os senadores] possam reverter essa situação", afirmou Padilha após reunião com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, segundo a Agência Brasil.

Veto

Apesar de não acreditar na mudança do resultado da votação na Câmara, Padilha afirmou que, caso seja necessário, o presidente poderá vetar o aumento.

"Há um clima eleitoral que contamina os deputados e senadores. Mas o governo não vai se contaminar por este clima. O presidente não vai fazer como outros governos já fizeram e permitir qualquer irresponsabilidade com as contas públicas", afirmou Padilha.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host