UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

19/05/2010 - 16h10

Brasileiro se preocupa mais com marca que com preço na hora de comprar alimento

SÃO PAULO – O preço é o quinto quesito dentre os quais os brasileiros se importam na hora da compra. Uma pesquisa elaborada pelo Ibope Inteligência a pedido da Fiesp (Federação das Indústrias de São Paulo) buscou identificar os fatores de maior influência para os consumidores quando se trata de alimentos.

Ter uma marca em que se confia é hoje o aspecto mais importante para 59% dos entrevistados. No futuro, porém, apenas 42% acham que esse quesito continuará sendo o mais importante. Já o alimento ser saboroso é hoje importante para 47% dos entrevistados, mas no futuro apenas 31% deles devem se preocupar com isso.

Ser mais nutritivo ou enriquecido com vitaminas é o estímulo para 32%, enquanto 'ser um alimento de qualidade' é importante para 29%. Ser um alimento barato é apenas considerado por 28% dos entrevistados como o mais importante.

Informações nutricionais

A pesquisa mostrou que 69% dos entrevistados leem o rótulo das embalagens. A quantidade de calorias recebe a atenção de 52% deles, seguida pela informação sobre a gordura do alimento (39%), do colesterol que faz parte de sua composição (29%) e total de açúcar (27%).

Os produtos que mais despertam o desejo do consumidor quando são lançados no mercado são os iogurtes (32%), as bolachas e biscoitos (28%) e os sucos prontos para beber (27%).

Já as categorias onde a marca exerce maior influência na hora da compra são as de arroz (44%), feijão (36%) café (32%) e leite (24%).

O estudo Brasil Food Trends 2020, que buscou levantar as tendências para os alimentos industrializados no Brasil para os próximos dez anos entrevistou 1.512 homens e mulheres de 16 anos ou mais, de nove capitais brasileiras, entre março e abril deste ano.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host