UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

24/05/2010 - 09h28

Fibria confirma reajuste da celulose, mas corretoras preferem papéis de Suzano

SÃO PAULO - A Fibria (FIBR3) confirmou um reajuste no preço da celulose de fibra curta em US$ 30 por tonelada para a América do Norte e Europa, fato visto com bons olhos pela Ágora e Ativa. 

Fato positivo para exportadores

“O novo aumento do preço da celulose é ainda decorrente do nível atual dos estoques do produto, abaixo da média histórica, e dos problemas de oferta de algumas empresas”, explica o analista da Ágora, Luiz Otávio Broad. 

Para ele a elevação é “positiva para as empresas brasileiras exportadoras de celulose”. Por fim, ressalta sua preferência pela Suzano (SUZB5), “que estão com preços bem atrativos para uma posição visando médio e longo prazo”, justifica. 

Elevação já esperada

Do mesmo modo, a analista Mônica Araújo, responsável pelo setor de papel e celulose da Ativa, também avalia que o fato é “positivo”. No entanto, frisa que o reajuste “já era esperado”, e demonstra certa cautela. 

“Ainda temos que aguardar a implementação desse reajuste, dada a volatilidade nos mercados nas últimas semanas, em especial na Europa, o que poderá trazer um arrefecimento da demanda nos próximos meses”, dispara. 

Por fim, Araújo também revela sua “preferência de exposição setorial em Suzano”.

 

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host