UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

26/05/2010 - 16h33

Deputados querem acelerar lei que inclui educação financeira nas escolas

SÃO PAULO – A inclusão da educação financeira no currículo dos Ensinos Fundamental e Médio tem sido defendida pelos integrantes da Comissão de Educação e Cultura da Câmara dos Deputados. Segundo a Agência Câmara, os parlamentares pretendem pressionar o Senado a aprovar o Projeto de Lei 3401/04.

O PL já havia sido aprovado pela Câmara no ano passado, prevendo que a educação financeira seria uma disciplina autônoma. No entanto, a senadora Fátima Cleide (PT-RO) propôs que o assunto fosse ensinado de forma “transversal”, no contexto de várias disciplinas.

Na terça-feira (25), a senadora Nilmar Ruiz (PR-TO) anunciou que pretende pedir aos senadores agilidade na aprovação do projeto, identificado no Senado como PLC 171/09.

“O trâmite dessa matéria precisa ser mais rápido, para que possamos promover nas escolas a concepção de que é necessário saber usar e poupar o dinheiro para ter saúde financeira e viver com tranquilidade”, declarou Nilmar.

Programa nacional

Durante a audiência, os parlamentares conheceram a Estratégia Nacional de Educação Financeira, iniciativa do Banco Central, Ministério da Educação, CVM (Comissão de Valores Mobiliários) e entidades privadas.

Em sua primeira etapa, o programa beneficiará estudantes do Ensino Médio de 800 escolas públicas, sendo depois estendido a alunos do Ensino Fundamental.

Para o superintendente de Proteção e Orientação ao Investidor da CVM, José Alexandre Vasco, a abordagem transversal do conteúdo é a mais adequada. “Isso torna mais efetiva a ligação entre os conteúdos financeiros e sociais, trazendo situações do dia-a-dia do jovem e da criança para as diferentes disciplinas”, declarou.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host