UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

26/05/2010 - 11h31

Taxa de juros sobe, mas spread à pessoa física cai ao menor patamar em 16 anos

SÃO PAULO - A taxa de juro média cobrada nas operações de crédito ao consumidor fechou o quarto mês de 2010 a 41,10% ao ano. Frente a março, houve alta de 0,10 ponto-percentual.

A constatação se baseia nos dados da Nota de Política Monetária e Operações de Crédito, divulgada pelo Banco Central nesta quarta-feira (26).

Ao mês, a taxa média praticada ficou em 2,91% em abril, o que representa alta de 0,01 ponto-percentual em relação ao mês anterior. Já na comparação com abril do ano passado, houve queda de 0,46 p.p.

Evolução do spread

Já o spread bancário, que mede a diferença entre os juros cobrados nos empréstimos à pessoa física e aqueles pagos nas aplicações financeiras, caiu entre março e abril, alcançando o menor patamar da série histórica, iniciada em 1994.

A tabela abaixo compara o spread bancário de abril de 2010 e seus componentes frente ao mês anterior e ao mesmo período de 2009: 

  
Taxa
(% ao mês)
Abril 2009 Março 2010 Abril 2010  
Taxa de aplicação 3,37 2,90 2,91
Taxa de captação 0,82 0,90 0,92
Spread bancário (p.p.) 2,55 2,00 1,99
Fonte: Banco Central

Por modalidade de crédito

Uma análise da tabela abaixo permite constatar, frente a abril de 2009, redução nas taxas de todas as modalidades. Na comparação mensal, houve alta para cheque especial:

Taxa
(% ao mês)
Abril 2009  Março 2010 Abril 2010 
Cheque especial 8,50 8,30 8,33
Crédito pessoal 3,37 3,01 3,02
Aq. veículos 2,20 1,77 1,77
Aq. Outros bens 4,02 3,45 3,42
 Fonte: Banco Central

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host