UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

27/05/2010 - 09h29

Aumento do consumo de cerveja faz Camex reduzir imposto da latinha

SÃO PAULO – Com a expectativa de aumento do consumo de cerveja neste primeiro semestre, em cerca de 15%, por conta da Copa do Mundo, a Camex (Câmara de Comércio Exterior) decidiu reduzir o Imposto de Importação da latinha de cerveja para que não falte o produto no mercado.

A alíquota que hoje está em 16% passará a ser de 2%. Outra redução que refere-se à indústria cervejeira é a do imposto de importação que incide sobre a internalização de rótulos de cerveja, que passará de 14% para 2%.

A redução, afirmou a secretária executiva da Camex, Lytha Spíndola, de acordo com a Agência Brasil, é temporária e foi necessária uma vez que os fabricantes nacionais de latinhas de alumínio já trabalham com capacidade máxima e a fabricação de rótulos nem existe no País.

Outras alterações

Ainda segundo a agência, a Camex alterou o imposto de importação de outros três itens para ajustar as condições de mercado.

A alíquota do fluoreto de alumínio caiu de 10% para 2% e do caprolactama de 12% para 2% - ambos são matérias-primas da indústria. Segundo Lytha, a redução do imposto para esses produtos deve-se à insuficiência da produção para atender à demanda de mercado.

Já a sardinha em conserva teve a alíquota aumentada de 16% para 32%. O aumento, segundo a secretária, foi feito a pedido do Ministério da Pesca e da Agricultura, que alegou que a medida revitalizaria a cadeia produtiva pesqueira no País.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host