UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

27/05/2010 - 08h58

Para não ficar no prejuízo, consumidor deve verificar se empresa é mesmo low cost

SÃO PAULO – Na hora de comprar um produto ou contratar um serviço, como uma passagem de avião ou a estadia em um hotel, o consumidor que quer economizar e opta por empresas low cost deve verificar se a companhia realmente segue tal filosofia.

Isso porque, segundo o consultor de negócios e professor da Universidade Mackenzie, Marcos Morita, muitas empresas oferecem serviços low cost, mas cobram como as tradicionais, deixando o consumidor no prejuízo.

“É preciso deixar claro que as empresas low cost surgiram devido às necessidades dos clientes e que elas não significam baixa qualidade. Contudo, o consumidor deve ficar atento e pesquisar se os serviços oferecidos são compatíveis com o valor cobrado por eles”, diz o consultor.

Qual a sua necessidade?

Além disso, para não ficar no prejuízo, o consumidor deve ter claro o que deseja.

Alguém que vai contratar o serviço de um hotel low cost, por exemplo, mas deseja serviços como sauna e massagem, talvez deva procurar por um hotel tradicional, já que tais regalias costumam ser cobradas separadamente, o que, na maior parte das vezes, pode deixar a estadia tão cara quanto em um hotel que não participa desta filosofia.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host