UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

01/06/2010 - 18h18

Banda Larga a R$ 35 estará em todas as capitais e mais cem cidades ainda neste ano

SÃO PAULO – Todas as capitais e outras cem cidades terão banda larga a um custo máximo de R$ 35, garantido pelo Plano Nacional de Banda Larga até o final do ano.

A promessa foi feita pela ministra-chefe da Casa Civil, Erenice Guerra. “Ainda neste ano já teremos alguns resultados. Isso já ganha velocidade a partir do ano que vem, porque existe um período para que a empresa se estruture e faça as aquisições necessárias”, disse ela, segundo a Agência Brasil.

Lançado em maio, o PNBL tem como meta levar para 40 milhões de domicílios o acesso à internet até 2014 a um preço máximo de R$ 35. Para isso, ele contará com a infraestrutura de fibra ótica da antiga Telebrás, permitindo que o acesso chegue inclusive às regiões mais remotas. Há a possibilidade de que a estatal ofereça o serviço inclusive aos consumidores finais, nas cidades onde as operadoras privadas não têm interesse comercial em atuar.

Telebrás

Questionada sobre as críticas que a Telebrás tem recebido sobre a gestão do serviço, a ministra-chefe afirmou que a decisão de usar a estatal foi bem pensada. “Acho que as críticas são precipitadas. Podemos aguardar o estabelecimento efetivo das atividades dessa empresa, o desempenho dela para avaliarmos melhor”.

Para Erenice, o maior problema para a universalização da internet não é a aquisição de um computador, mas o preço pago pelo acesso. “O próprio mercado tem se encarregado de baratear o custo dos computadores. O equipamento em si não é o maior obstáculo, o preço da banda larga continua sendo impeditivo e, por isso, vamos atacar”, declarou.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host