UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

01/06/2010 - 15h42

Brasileiros das classes C e D são os que menos lembram de recall de automóveis

SÃO PAULO – O número de brasileiros que conhecem o recall é menor entre os que pertencem às classes C e D, revela pesquisa realizada pela GfK.

De acordo com o levantamento, 75% dos pesquisados que pertencem aos segmentos menos abastados da população afirmaram não lembrar de qualquer recall automotivo, ao passo que entre os que pertencem às classes A e B, o número dos que não souberam citar um recall cai para 48%.

A pesquisa foi realizada em março deste ano com 1.000 pessoas com idade acima de 18 anos. No geral, 62% dos entrevistados não se lembram de um recall de autos.

Número é maior entre as mulheres

Segmentando a análise, o levantamento mostra que entre as mulheres, 71% das entrevistadas afirmaram não se lembrar de um recall. Entre os homens, o índice cai para 51%.

Entre os mais jovens, com idade entre 18 e 24 anos, 69% disseram também não ter lembrança de nenhuma medida.

Considerando as regiões, no Nordeste a recordação de um recall está menos presente, uma vez que 71% dos entrevistados daquela região disseram não se lembrar de nenhum recall.

Marcas

Mesmo diante de tantas notícias envolvendo recalls do Corolla, da Toyota, no início do ano, a marca não foi a mais citada pelos entrevistados quando lembravam de algum recall envolvendo veículos.

A marca mais lembrada foi a Fiat, citada por 14%, seguida pela Volks, citada por 11% dos entrevistados. A Toyota só vem em terceiro lugar, com 9% das lembranças.

Recall

O recall é um chamado de fabricantes de produtos para corrigir falhas que podem prejudicar de alguma forma o consumidor. No caso dos autos, o recall envolve os modelos adquiridos da concessionária ou de pessoa física e não há prazo limite para atendimento à campanha.

O Procon aconselha os consumidores que tiveram quaisquer dificuldades para efetuar o reparo/substituição, procurar um órgão de defesa do consumidor.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host