UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

10/06/2010 - 12h08

Valor médio das dívidas com cheques sem fundo sobe 42,7% em maio

SÃO PAULO – Em um ano, o valor médio das dívidas dos consumidores com cheques sem fundos aumentou 42,7%, de acordo com levantamento divulgado nesta quinta-feira (10) pela Serasa. Segundo a pesquisa, o valor médio dessas dívidas era de R$ 855,83 nos primeiros cinco meses do ano passado e passou a ser de R$ 1.221,03 entre janeiro e maio deste ano.

No mesmo período, o valor médio das dívidas com títulos protestados cresceu 8,9%. Em média, elas somavam R$ 1.066,79 por consumidor entre janeiro e maio de 2009 e passaram a ser de R$ 1.161,63 no mesmo período de 2010.

Bancos e cartões De acordo com a instituição, o valor médio que os consumidores deviam no cartão de crédito nos primeiros cinco meses deste ano subiu 5,2%, e os valores passaram de R$ 373,12 para R$ 392,49.

As dívidas com bancos apresentaram leve queda. Nos primeiros cinco meses deste ano, o valor médio da dívida de cada consumidor era de R$ 1.342,88, contra R$ 1.344,04 registrados entre janeiro e maio do ano passado – variação de -0,1%.

Participação As dívidas com bancos lideram o ranking de representatividade da inadimplência dos consumidores, de acordo com a tabela abaixo, que mostra a participação em maio deste ano:

 

Item Maio 2010
Bancos 49,7%
Cartões e financeiras 32,3%
Cheques 16%
Protestos 2%
Fonte: Serasa

 

Inadimplência

Em maio, a inadimplência do consumidor registrou alta de 4,3% em relação a abril. Frente a maio do ano passado, o avanço foi de 1,9%. Nos cinco primeiros meses, porém, houve um recuo de 3,7%.

De acordo com os analistas, o crescimento acelerado do endividamento dos consumidores ao longo dos últimos trimestres foi o responsável pela alta.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host