UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

15/06/2010 - 12h46

Bens virtuais: brasileiras gastam US$ 20 com jogos on-line e aplicativos

SÃO PAULO – O gasto médio das mulheres brasileiras em cada bem virtual que adquirem pela internet é de US$ 20. Uma pesquisa da Sophia Mind mostrou que 18% das brasileiras já compraram algum tipo de bem virtual. Delas, 40% consomem itens virtuais constantemente.

Bem virtual é um objeto não-físico comprado para uso em comunidades virtuais (redes sociais), jogos on-line ou smartphones. Realizada com 1.543 mulheres em março deste ano, a pesquisa procurou medir o consumo desses bens virtuais e identificar as características do consumo.

A rede social Facebook é o site onde as mulheres mais compram bens virtuais. Aplicativos de iPhone também são muito comprados, segundo o estudo. A preocupação com segurança é o que impede que novas consumidoras adquiram bens virtuais.

Penetração

“Esse percentual (18%) ainda é pequeno frente à penetração dos jogos on-line e das redes sociais no País, bem como o crescimento de uso dos smartphones”, aponta o relatório da pesquisa. Para comparação, no mercado hispânico, esse percentual é de 45%.

Atualmente, 46% das usuárias de internet brasileiras jogam on-line, segundo a pesquisa Mulheres e Games, realizado pela Sophia Mind em outubro do ano passado.

Para a maioria das mulheres que já compraram bens virtuais, a compra foi esporádica: 60% delas não possuem o hábito de consumir esse tipo de produto. Outras 40% consomem os itens com regularidade (ao menos uma vez por mês).

“O vício em determinados jogos faz com que 9% das usuárias gastem recursos semanalmente com compra dos itens para as redes sociais ou aplicativos de smartphones”, aponta o estudo.

Gasto

O gasto médio por compra é US$ 20. Cerca de 36% delas gastam mais de US$ 50 por compra ou com a colocação de crédito para jogos on-line. Outros 30% gastam até US$ 10 por compra realizada.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host