UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

15/06/2010 - 15h27

Copa do Mundo de 2014 poderá ter ingressos para população carente

SÃO PAULO – A Copa do Mundo de 2014, que será realizada no Brasil, deverá seguir o mesmo modelo adotado na África de reservar parte dos ingressos dos jogos para a população carente.

De acordo com o ministro dos Esportes, Orlando Silva, assim como acontece no torneio atual, o Brasil tem de dar oportunidade para que a população pobre do país tenha acesso aos estádios.

“É preciso ter o ingresso social. A Copa é para o mundo inteiro, mas temos que ter a nossa parcela do ´povão` acompanhando os jogos”, disse Silva, segundo a Agência Brasil.

O ministro viajou ao país-sede da Copa do Mundo para analisar a estrutura e a base de trabalho empregada no mundial. Silva ainda ressaltou a semelhança que envolve os dois países.

Exemplos
Contudo, o ministro afirmou que o País pode se basear no modelo de infraestrutura dos aeroportos africanos. Segundo ele, os terminais de embarque e desembarque funcionam muito bem e as pistas têm condições de receber a grande demanda de voos. As instalações são modestas e funcionais.

Uma comitiva de observadores brasileiros chega à África do Sul nesta sexta-feira (18) para examinar os projetos implementados no país. O objetivo é observar as bases que poderão ser desenvolvidas pelo Brasil.

Conforme informou o ministro, entre as áreas de maior interesse para os observadores brasileiros estão a segurança, a proteção de marcas e patentes, a estrutura para a imprensa e as isenções fiscais concedidas para o Mundial.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host