UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

15/06/2010 - 17h02

Fenabrave defende eliminação de IPI para caminhões

SÃO PAULO - O benefício de redução do IPI (Impostos sobre Produtos Industrializados) de 5% para zero nas vendas de caminhões termina no final deste mês.

No entanto, a Fenabrave (Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores) está pleiteando com o governo a eliminação definitiva do IPI nas vendas de caminhões.

"Nossa expectativa é que o governo elimine definitivamente o IPI na comercialização de caminhões, desonerando assim o setor de bens de produção", afirmou o presidente da Fenabrave, Sérgio Reze.

Para Reze, a redução do imposto, combinada com as linhas de financiamento do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social), traz bons resultados para o mercado e também para o governo, já que o crescimento das vendas amplia a receita de tributos federais, como PIS/Cofins, e estaduais, como o ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços).

Mercado

Com a crise, em novembro de 2008, o mercado de vendas do segmento, que até outubro daquele ano estava crescendo, despencou. O volume de caminhões comercializados caiu de 11.922 para 9.293 unidades de outubro para novembro de 2008. Em fevereiro do ano passado, foram vendidos 6.396 caminhões.

"Com a iniciativa do governo em reduzir a alíquota do IPI de 5% para zero no final de 2008, o setor começou a reagir. Em março de 2009, os número alcançaram 8.635 unidades e, hoje, com o apoio do incentivo, as vendas atingiram o patamar de 13.500 unidades", disse Reze.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host