UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

15/06/2010 - 17h45

Paim anunciou disposição para continuar a lutar pelo fim do fator previdenciário

SÃO PAULO – O senador Paulo Paim (PT-RS) anunciou a disposição de continuar lutando pelo fim do fator previdenciário, medida prevista em um projeto aprovado pelo Congresso Nacional, mas vetada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva nesta terça-feira (15).

De acordo com o Ministério da Previdência Social, o fator previdenciário é um dos componentes da fórmula que calcula as aposentadorias por tempo de contribuição e pode ser aplicado (opcional) também no cálculo das aposentadorias por idade.

O fator - que se baseia em quatro elementos: alíquota de contribuição, idade do trabalhador, tempo de contribuição à Previdência Social e expectativa de sobrevida do segurado - foi criado com o objetivo de equiparar a contribuição do segurado ao valor do benefício.

Reajuste dos benefícios Em relação à sanção do reajuste de 7,7% aos aposentados que ganham acima do salário mínimo, decisão também tomada nesta terça pelo presidente, Paim elogiou.

Na opinião do senador, Lula "mais uma vez demonstrou sensibilidade" ao apoiar o reajuste, apesar das críticas feitas ao projeto que corrige as aposentadorias. Ele observou que os aposentados já poderão contar com o reajuste na folha de pagamento de julho.

“Quebramos o tabu de que não se podia dar aumento real aos aposentados. Os aposentados poderão agora pensar em uma velhice com mais dignidade”, disse Paim, segundo a Agência Senado.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host