UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

16/06/2010 - 09h50

Deputados promovem bolão no jogo de estreia do Brasil na Copa

SÃO PAULO – Enquanto a seleção brasileira entrava em campo na África do Sul, alguns deputados na Câmara, em Brasília, resolveram realizar dois bolões ao custo de R$ 50,00 cada aposta.

Acomodados no salão do cafezinho, os parlamentares viram o colega, o deputado Paulo Maluf (PP-SP), faturar R$ 400 com o acerto sobre o jogador que faria o primeiro gol da partida. Já em relação ao placar, o deputado Hugo Leal (PSC-RJ) foi quem levou a melhor e ganhou R$ 500, segundo informações da Agência Brasil.

Segundo uma pesquisa da ACSP (Associação Comercial de São Paulo), que avaliou a participação dos paulistanos em bolões da Copa, evidenciou-se que 10% deles estão participando de sorteios e promoções, enquanto 15% estão arriscando um palpite em algum bolão de apostas. O levantamento, que analisou a opinião de 400 pessoas, comprovou que o gasto médio com essas apostas chega a R$ 118.

Lula esperava mais O presidente Luiz Inácio Lula da Silva não considerou a estreia brasileira na Copa empolgante. De acordo com ministros que assistiram ao jogo junto com o mandatário, o presidente considerou que o time poderia ter se apresentado melhor, apesar de reconhecer que o nervosismo do primeiro jogo pode ter afetado no desempenho

Segundo o ministro da Secretaria Especial dos Direitos Humanos, Paulo Vannuchi, Lula disse que a seleção brasileira deve melhorar com o decorrer da competição. “O presidente acredita que, de jogo em jogo, o rendimento vai melhorar”, disse, segundo a Agência Brasil.

Além de Bernardo e Vannuchi, assistiram ao primeiro jogo do Brasil com o presidente os ministros da Fazenda, Guido Mantega; da Previdência Social, Carlos Gabas; da Educação, Fernando Haddad; das Comunicações, José Arthur Filardi; da Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres, Nilcéa Freire; e o chefe de gabinete da Presidência, Gilberto Carvalho.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host