UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

25/06/2010 - 15h22 / Atualizada 25/06/2010 - 15h26

Diferença entre gastos das famílias de maior e de menor renda é de quase dez vezes

SÃO PAULO – Os gastos das famílias brasileira de maior renda são quase dez vezes mais elevados do que os das famílias de menor renda, segundo apontou a POF (Pesquisa de Orçamentos Familiares), divulgada pelo IBGE, nesta semana.

Os 40% de famílias com menores rendimentos possuíam, entre 2008 e 2009, despesa total per capita de R$ 296,35 e os 10% com maiores rendimentos, de R$ 2.844,56, o que representa uma diferença de praticamente 9,6 vezes. Na área rural, a disparidade é ainda maior: 10,3 vezes, sendo que, no primeiro caso, as despesas totalizam R$ 2.264,29 e, no segundo, R$ 220,90.

O resultado da última pesquisa mostra uma pequena melhora. Na POF realizada entre 2002 e 2003, a disparidade calculada no Brasil era de 10,1 vezes, 0,5 ponto percentual superior.

Regiões

O Sul é a região do Brasil com maior despesa média familiar per capita, tanto entre os 40% com menores rendimentos quanto entre os 10% com maiores rendimentos (respectivamente, de R$ 406 e R$ 2.799). As famílias com menor rendimento do Sul recebem em média 74% a mais que as famílias do Nordeste, onde a renda é de R$ 233.

Já quanto às famílias de maior rendimento, as do Norte tinham menor despesa média per capita (R$ 2.094) e as do Sul, a maior (R$ 2.799), sendo que a diferença entre essas regiões supera 33%.

A região de maior disparidade é a Nordeste, com distância de 11,3 vezes entre as despesas médias das duas classes de rendimento. A menos desigual é a Sul (6,9 vezes). Entre as POF de 2002/2003 e 2008/2009 a desigualdade diminuiu no Sul, Centro-Oeste e Nordeste e ficou quase estável nas demais regiões.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host