UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

01/07/2010 - 12h04

CVM acredita ser inevitável regular atividade de rating

SÃO PAULO – A CVM (Comissão de Valores Mobiliários) acredita ser inevitável que se regule, em algum momento, a atividade de agências de rating no Brasil.

De acordo com a superintendente de Desenvolvimento de Mercado da CVM, Luciana Dias, no entanto, a comissão quer ter segurança quanto às regras que serão impostas. “Para isso, a gente está fazendo um estudo para ver como o rating é usado na legislação brasileira e também um estudo de como é o negócio dessas empresas no Brasil”, afirmou.

Em agosto, a CVM deve apresentar um relatório a ser discutido no Coremec (Comitê de Regulação e Fiscalização). “É uma questão de médio prazo para a CVM. Mais importante é entender a indústria antes”, destacou.

Entenda o rating

O rating é uma nota de risco que se dá a um país ou a uma empresa e que expressa a capacidade de se saldar compromissos financeiros.

A avaliação é feita por empresas denominadas agências de classificação de risco, que emitem notas expressas em letras, as quais apontam para o grau de risco de o país ou de a empresa suspender seus pagamentos. É desta forma que os investidores avaliam os riscos de se comprar títulos de dívida de algum emissor.

De acordo com Luciana, o rating deve ser um dos fatores a serem analisados pelos aplicadores, na hora de investir.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host