UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

05/07/2010 - 10h02

Sindicatos reivindicam que salário mínimo alcance os R$ 570 em 2011

SÃO PAULO – As centrais sindicais querem que o salário mínimo de 2011 alcance os R$ 570. O cálculo do reajuste foi discutido pela classe em reunião realizada na última semana.

Os deputados Paulinho da Força (PDT-SP) e Roberto Santiago protocolaram destaque no relatório final da LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias) do próximo ano estabelecendo que o reajuste do salário mínimo seja equivalente ao PIB de 2010 mais a inflação acumulada calculada pelo INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor).

A previsão, de acordo com o Banco Central, é de que o PIB deste ano fique em torno de 7% e a inflação pode chegar aos 5%. Com isso, o salário mínimo pode chegar a R$ 570.

“A economia brasileira está crescendo e o PIB pode superar as previsões”, argumentou o presidente em exercício da Força Sindical, Miguel Torres. Para ele, é justo que o Governo repasse esse crescimento aos trabalhadores. “Sabemos que uma das políticas que aqueceu a economia na crise foi o aumento do salário mínimo”, completa.

Aumento real

No relatório final da LDO, o relator do Orçamento do próximo ano, Tião Viana (PT-AC), garantiu a adoção de critérios de reajuste que garantam o aumento do salário mínimo acima da inflação.

O Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias para 2011 foi enviado ao Congresso Nacional pelo Ministério do Planejamento com previsão de correção de 5,08% do salário mínimo, que passaria dos atuais R$ 510 para R$ 535,91 a partir do ano que vem. Em 2012, por sua vez, o mínimo subiria para R$ 588,94 e, em 2013, valeria R$ 649,29.

O PLDO também havia projetado maior crescimento da economia brasileira, ao estimar PIB (Produto Interno Bruto) de 5,5% para o triênio 2011-2013. Para o período, também foi prevista inflação oficial acumulada de 4,5%, medida pelo IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo), além de taxa de juro básica da economia, a Selic, de 8,75% ao ano.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host