UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

08/07/2010 - 13h22

Carga tributária é responsável por alto custo de telefonia móvel no País

SÃO PAULO – A carga tributária é a responsável pelo alto custo da telefonia móvel no Brasil, de acordo com o Sinditelebrasil (Sindicato Nacional das Empresas de Telefonia e de Serviço Móvel Celular e Pessoal).

Em resposta a um estudo realizado pelo Dirsi (Diálogo Regional sobre a Sociedade da Informação), que diz que o consumidor brasileiro é o que mais paga pelos serviços de celulares pré-pagos na América Latina, a entidade informou que a carga tributária nacional é a mais alta do planeta, acrescentando entre 40% e 63% ao custo dos serviços de telefonia, mais que o dobro da tributação média do continente, de 19,4%.

O Sindicato disse ainda que o estudo não considerou os preços praticados no mercado em pacotes promocionais de minutos do pré-pago, que atingem quase a totalidade dos usuários de pré-pagos no País.

Além disso, na opinião do Sinditelebrasil, a análise não leva em consideração que um grande número de clientes utiliza as redes de sua própria operadora para comunicar-se com pessoas de seu relacionamento, gerando descontos nos valores pagos.

Pesquisa

De acordo com estudo realizado pelo Dirsi (Regional Dialogue on the Information Society), o gasto do brasileiro com um celular pré-pago era de US$ 45 no segundo trimestre do ano passado, 75,20% a mais do que o de Honduras, o segundo país com maior custo: US$ 25,69.

No geral, as tarifas na América Latina para este tipo de serviço são, em média, de US$ 15; enquanto que em países membros da OCDE (Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico), que inclui Europa e Estados Unidos, o gasto médio é de US$ 13,50, e nos países asiáticos o valor destinado para tal despesa é de US$ 3,60.

No que diz respeito aos gastos com celulares pós-pagos, o levantamento do Dirsi também aponta o Brasil como a localidade com os serviços mais caros da América Latina.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host