UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

16/07/2010 - 11h36

Com estoques 54% acima do normal, concessionárias dão início a promoções

SÃO PAULO – Quer comprar um carro novo? Talvez este seja um bom momento. Os estoques das concessionárias estão cerca de 54% acima da média. Hoje, cerca de 385 mil unidades estão paradas nas lojas, número acima daquele considerado normal para o mercado, de cerca de 250 mil unidades. Segundo dados fornecidos pela agência de varejo automotivo MSantos, o tempo de escoamento do estoque passou de 25 para 48 dias.

Esse cenário, para o economista da agência, Ayrton Fontes, favorece o consumidor, uma vez que as lojas iniciam a temporada de promoções e oferecem preços menores a fim de tentar atrair os compradores de volta às concessionárias. “Houve um esgotamento do poder de compra da classe média”, afirma o economista.

Para Fontes, os consumidores pararam de comprar agora, porque já "encheram as sacolas" entre o último semestre de 2009 e o primeiro deste ano. “Houve uma bolha de consumo e não um crescimento sustentável, como muitos afirmam”, ressalta Fontes.

Agora, não só as concessionárias sofrem, mas também o varejo de eletrodomésticos e até o mercado imobiliário. “Hoje, você está sentindo um reflexo da antecipação de compras”, reforça.

Selic

O último aumento de 0,75 ponto percentual da taxa básica de juro (Selic) também influenciou a queda de procura por automóveis nas concessionárias. Contudo, a taxa, que agora está em 10,25% ao ano, não é a principal influência. “O aumento da taxa deixa o crédito ao consumidor mais caro, mas ela prejudica mais as concessionárias”, afirma.

Por isso, a hora é de pechinchar. “Não sei se é melhor o consumidor comprar agora o carro novo ou esperar, mas essa é uma boa hora para pechinchar. E a tendência é que cada vez mais o consumidor possa fazer um bom negócio”, completa Fontes.

Concessionárias

Se para o consumidor o momento está bom para comprar, para as concessionárias, o cenário está bem diferente. “Está havendo uma movimentação das concessionárias para que as montadoras dêem uma carência maior para efetuar os pagamentos”, afirma Fontes.

De acordo com dados do Instituto das Concessionárias do Brasil, a produção acumulada do ano até junho cresceu 19,1% enquanto que as vendas cresceram apenas 9% no mesmo período. Para o diretor da instituição, Evaldo Costa, as promoções não estão atraindo os consumidores.

“Para tentar diferenciar e ganhar participação de mercado, algumas montadoras estão oferecendo garantia de três anos e generosos descontos”, afirmou Costa, por meio de nota. “Mas parece que o consumidor deseja mais, como por exemplo, financiamento com taxas de juros menores e melhor avaliação do carro usado na troca”, afirmou.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host