UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

16/07/2010 - 08h53

Preços dos alimentos caem mais e IPC-S registra nova deflação, aponta FGV

SÃO PAULO – O IPC-S (Índice de Preços ao Consumidor Semanal) voltou a cair e encerrou a segunda semana de julho em -0,13%, 0,05 ponto percentual abaixo do apurado uma semana antes, -0,08%.

De acordo com dados da FGV (Fundação Getulio Vargas), divulgados nesta sexta-feira (16), dentre os sete grupos analisados, dois registraram queda nos preços na semana encerrada no último dia 15 de julho e um desacelerou a alta no período.

A principal influência para o resultado do índice partiu do grupo Alimentação, cujos preços dos produtos no período analisado aumentaram o ritmo de queda, passando de uma deflação de 0,73% para -0,96%. Nesse grupo, o item hortaliças e legumes (-6,10% para -7%) respondeu pelo maior impacto.

Outros grupos

Outros grupos também influenciaram o resultado do IPC-S: Vestuário (de 0,20% para 0,03%), incentivado pelo resultado do item roupas (de 0,25% para -0,04%) e Transportes (de -0,14% para -0,15%),  impactado pelo item seguro facultativo para veículo (de 1,7% para 0,30%).

Saúde e Cuidados Pessoais, que passou de 0,48% para 0,55%; Despesas Diversas, de 0,60% para 0,74%; e Educação, Leitura e Recreação, de -0,03% para 0,05%, por outro lado, exerceram pressões contrárias para o resultado do IPC-S no período.

Nestes casos, as influências vieram de artigos de higiene e cuidado pessoal (de 0,57% para 0,73%), mensalidade para tv por assinatura (-0,92% para -0,24%) e excursão e tour (de 1,94% para 3%), respectivamente.

O grupo Habitação repetiu a taxa da última apuração, com variação de 0,22%. No grupo, o maior impacto positivo partiu do item material para reparos de residência (de 0,15% para 0,50%) e o maior impacto negativo foi verificado no item mobiliário (de 1,01% para 0,61%).

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host