UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

26/07/2010 - 16h08

Dia da avó: conheça alguns hábitos financeiros antigos que fazem bem para o bolso

SÃO PAULO – Nesta segunda-feira (26), comemora-se o Dia da Avó. Para não deixar que a data passe em branco, que tal, além do abraço, adotar alguns hábitos financeiros do tempo das vovós, mas que ainda podem fazer um bem enorme para o seu bolso?

De acordo com a planejadora financeira, Myrian Lund, dentre os hábitos financeiros mais antigos, é importante destacar três: o de pagar tudo com dinheiro, o de planejar e o de poupar.

No primeiro caso, explica ela, a atitude pode ajudar a diminuir a inadimplência, que, por sua vez, foi facilitada pelas novas formas de pagamento, como os cartões.

“As facilidades trazidas pelos novos meios de pagamentos são boas e permitem que muitas pessoas façam coisas que antes não poderiam... Contudo, elas exigem disciplina, que as pessoas saibam fazer escolhas. Aprendam a distinguir entre desejo e necessidade e aprendam a dizer não para o que não é necessário”.

Planejamento

O hábito de planejar os gastos também é avaliado como positivo pela planejadora. “Não adianta ter todas as facilidades de hoje, se não houver um planejamento”, diz.

O professor de finanças da PUC-SP (Pontifícia Universidade Católica) e da FGV (Fundação Getulio Vargas), Fábio Gallo, concorda. “Antes, as pessoas dividiam o dinheiro em envelopes, para ter mais controle dos gastos. Hoje, é necessário que se faça uma releitura deste hábito, para que as pessoas possam saber quais são os seus gastos e também planejá-los”, explica ele.

Poupança

Dessa forma, dizem os especialistas, o hábito de planejar as despesas facilitará outro hábito dos tempos das avós, que, se adotado nos dias de hoje, pode facilitar a vida financeira de muita gente: o de poupar.

“Guardar dinheiro tem que ser visto como uma obrigação”, diz Gallo. “Pague como se fosse uma despesa”, completa Myrian.

Além disso, para que a poupança seja bem-sucedida, orientam os especialistas, é interessante fazer aplicações diferenciadas para cada tipo de situação ou objetivo. Ou seja, divida o dinheiro em curto, médio e longo prazo e disponibilize pelo menos 10% do salário para as aplicações.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host